Este slideshow necessita de JavaScript.

Fotos: Ierê Ferreira

O SHOW TEM QUE CONTINUAR!
A Festa da premiação da segunda edição do Prêmio Nacional de Expressões Culturais Afro –Brasileiras, lota Teatro Rival, no Rio de Janeiro, e deixa um gostinho de quero mais!

A noite era para celebrar a vitória de cada Projeto, realizado pelo Brasil afora, nas áreas de Teatro, Dança e Artes Visuais. No entanto, todos os convidados (as) já chegaram vitoriosos. O Prêmio, que nasceu de uma iniciativa do Fórum Nacional de Performance Negra, com o objetivo de dar visibilidade à nossa diversidade cultural, teve toda a sua gestão por profissionais competentes e comprometidos com a preservação da cultura afro-brasileira, fruto do reconhecimento e respeito ao nosso trabalho.

Não dá prá esquecer…

… o sorriso no rosto, a energia vibrante de cada abraço, uma certa altivez ancestral, o mar de cores sobre a nossa pele negra que dominou a platéia, o cabelo livre, a riqueza de detalhes em cada roupa, vários estilos e a simplicidade desconcertante de nossos griôts. A noite de 7 de maio de 2012, marcou um grande encontro de protagonistas de nossa história, em várias frentes de “batalha” durante mais de três décadas.

Todos fazem parte deste “show” que, segundo as palavras do presidente da Fundação Cultural Palmares, Eloi Ferreira, Taís Reis, Gerente Setorial da Petrobras (Super à vontade com seu modelito preto, esbanjando simpatia e disposição), e da nossa Ruth Pinheiro, Presidenta do CADON (Instituição proponente e realizadora do projeto), “O show vai continuar, sim!!!!!

Babado forte

Como já era de se esperar, os grandes veículos de comunicação não compareceram. Perderam o o babado forte! Ierê Ferreira, Zezynho Andrade, Marcelo Reis, Romão, Alexandre Rosa e euzinha (aliás, com o cabelos sob os cuidados de Ednéa Rubim, visual todo trabalhado na Cabrocha, usando e abusando do vermelho e preto e, desta vez, com a flor…digamos assim, num lugar diferente! (Adoooooro!) Registramos tudinhooo!

Constelação negra

Vamos lá! Prá quem não foi à Festa eu posso contar um pouco do que vivi. Se desse prá resumir, eu arriscaria: verdadeira constelação negra. A Coluna não consegue descrever 400 pessoas em tão pouco espaço. Seria necessário a edição completa de uma revista, gente! Alô, alô patrocinadores! Pensem nisto! Já imaginaram?! A próxima edição do Prêmio no Teatro Municipal!

Preto básico

Ruth Pinheiro arrasou no seu bom vestido tubinho preto com pequenos detalhes em vermelho e finalizou com um penteado trançado nagô, e um coque do lado, a La Espanhola! O famoso preto básico predominou em toda a equipe de Produção. Eliede Costa, a poderosa Diretora de Produção, também apostou num blazer preto sobre o jeans.

Detalhe para o corte irretocável da peça que caiu como uma luva, na moça! Josely, Nathalia, Ubirajara, Adriana Nunes, Naira, Nilda e, Marbel também apostaram no preto… Destaque para o torço coral no cabelo da Naira, a echarpe florida em tons de amarelo, na Solange e o sapato italiano do Calixto! Um luxo!!!!!

Luis Nascimento, Gestor de Projetos culturais da Petrobras, foi super básico, nada de blazer e terno! Usou uma blusa amarela bem clarinha. Dava pra ver pelo brilho nos olhos, a gostosa sensação do dever cumprido! Luis, nós te amamos!!!!

Os premiados

Os premiados também capricharam na originalidade e estilo, e melhor, com projetos maravilhosos! Mas essa parte, faço questão de contar com fotos e legendas! Agora, uma coisa posso adiantar: coisa mais linda os sotaques do nosso país! Ô, sorte!

Mãe Beata de Yemonjá, sempre majestosa, abençoou a festa com o seu Axé! Adailton Moreira, seu filho sortudo (que pode ter o dengo dela a qualquer momento!) também prestigiou esbanjando simpatia… Eis que me deparo descendo as escadarias do teatro ninguém menos que a nossa Nanci Rosa toda trabalhada na realeza!!!! Com um poderoso alacá com estampa de tigre e um make valorizando os olhos lindos que ela tem…e chegou Léa Garcia, Biza Viana, Zózimo Bulbul, Abigail Paschoa e sua herdeira…. e o povo foi chegando, foi chegando… e eu não sabia se abraçava, se anotava os detalhes do figurino… até do perfume eu queria saber!!!!

Dá-lhe, Gá!

E por falar nisto, o Gá se destacou! Por onde ele passava, ficava o cheiro do filho D`Oxum…de bata branca e uma calça jeans toda customizada (afro fashion) por um irmão da Bahia!

As autoridades também demonstraram personalidade. Elói Ferreira (Presidente da Fundação Cultural Palmares) passou pra lá e pra cá… mas eu bem reparei na gravata azul com umas pintinhas corais, ficou um luxo com o blazer azul marinho!

O povo de Brasília

Carlos Moura, num acertadíssimo terno tom de areia! Martvs Chagas (Diretor Depto. de Fomento e Cultura Afro-brasileira) usou um terno bege, com um caimento irretocável, a gravata tinha uns desenhos psicodélicos também nos mais variados tons de bege (coisa que eu jamais pensei que seria possível). O mineirinho arrasou!

O Deputado Edson Santos e Rodrigo Nascimento, Representante da FCP- Rio apostou no básico e elegante. A equipe da FCP de Brasília bem que tentou a discrição… mas não pude deixar de reparar nos adereços de “esmeralda” de Ana Carolina e o make dos olhos dela! Além de competente a Coordenadora do Depto. De Fomento e Cultura afro-brasileira estava lindaaa!

E o Newton Guimarães () Salve, salve simpatia!!!! (sempre nos bastidores, de olho em tudo dando um show de competência! Nossa Lelette Couto (CEPPIR) estava lá trabalhada no nude…coisa rica!

Cerimonial

Antônio Pompêo e Zezé Motta … que casal lindo! Eram os apresentadores da cerimônia (Direção de Antônio Pilar), gente! Cumplicidade, competência, profissionalismo, elegância.. simples assim! E tem mais! Assina a programação visual do evento, ninguém menos que Maria Julia Ferreira (desta vez, levou sua prole pra ver as coisas lindas que mamãe faz!!! Adoro!!)

O povo degustava as delícias do Brasil, sucos diversos, refrigerantes, água… e nada de bebidas alcóolicas!!! Onde já se viu carioca sem cervejinha, gente? Eu sei que não é permitido utilizar verbas públicas para este fim…. mas eu sou carioca! Pronto, falei!!!

Eu acho que a Ana Carolina (Assessora Chefe da SUPIR) pegou a dica da Dra. Berenice Aguiar… as duas com um lindíssimo batom vermelho!

Nova Iguaçu, presente!

Diretamente de Nova Iguaçu, Marize Conceição, surge bela nossa grande guerreira com cara de menina! Ousou com uma blusa preta com aplicação de tecido “couro de cobra” e mini-saia branca. Ela pode!!!! Outra que também estava uma bonequinha, foi a Diretora da Cia. É Tudo Cena, Aduni Bento, que vestidinho branco lindo!

Teve também o povo de vermelho e suas variações!!! Adoooooooooro!!!! Julinha Ferreira estava simplesmente a cara da luxúriaaaaaaaaaaaa!!!!! Esmaltes, bolsa, acessórios, vestido, cabelos…tudo vermelhoooo!

Elisa Larkim também apostou nos estampados do seu vestido, Rollo, estava com tênis, meia, blusa, mochila e óculos…vermelhoooo! Até Jane Cabrocha com a sua jaqueta de couro (estilo Michael Jackson) e bota vermelha… Iléa Ferraz estava com um vestido também nesse tom um pouco mais fechado….ficou tipo Deusa!!!

Passei por Helena Theodoro, com seu alacá de crepe de seda branco mesclado em tons de âmbar… Barbot, também prestigiou e sempre se reinventando, desta vez, de branco e azul (a cara da realeza!).

Êta povo, bonito!

Helô Marcondes, Maria Alice, Suzimar Niv, Angélica Basthi, Rosália Lemos, Wilsom Prudente, João Batista, Ivanir dos Santos, Lia Vieira, Creuzelly Ferreira, o casal Débora e Medeiros, O casal Cláudia e Bapt, Anailda Charmite, Josina Cunha, Deusa Dineris, Denise Miranda, Gatto Laren, Cássia Liberartori, Benedito Sérgio, Elias Alfredo, Vera Neri, Vantoen, Cridemar, Beth Viana, Geisa Kety, Onésio Meirelles, Cynthia Raquel, Neusa Ferreira e a neta Taíssa (que vi pequenina!), Ana Felipe, Pedro Oliveira, Eliane Borges, Adilson Barbosa, Flavinha (Alquatune), Ângela Davies, Marko Andrade, Aleh Ferreira, Regina Café, Walmir Araujo, Israel Evangelista, Fátima Malaquias, Maria Alice, Profa. Dulce, Dona Célia, Igor,Herme Ferreira, Eva, a matriarca linda!!!! Afff!!!! Como eu beijei, gente!!!!

Eis que surge, em bando, a mulherada da Estimativa!!!! Que barulhoooooo!!!! Todas lindíssimas com a cara do poder e da vitalidade! É isso!… só faltou a Jana…

Cobrinha, de preto…

Bem que eu achei estranho o Cobrinha passar por mim todo de preto… logo depois, tudo fez sentido. “O Guerreiro das artes afro-brasileiras”, como disse bem Ruth Pinheiro, emociona a todos subindo ao palco e dá o recado do AKOBEN “O CLARIM DA RESISTÊNCIA” e veste a camisa branca!

Mombaça animando a festa
Ainda nessa vibe de resistência, surge Mombaça e sua banda, finalizando o evento, botando o povo pra dançar e liberar energia! Momento bis, tietagem, fecham-se as cortinas! Ano que vem, tem mais! Afinal de contas, O Show tem que continuar!!!!

Axé! Até a próxima!

Os artigos postados são uma colaboração voluntária e as opiniões neles expressas são de inteira responsabilidade de seus respectivos autores.

Anúncios