terno-de-cambraia-ve5

 

 

TERNO DE CAMBRAIA

Modelo tradicional com três botões, bolso clássico com portiola, e todo forrado.

Na verdade estamos falando de um terno que a malandrarem do samba, na década de 40, fazia de quase tudo para ter pelo menos um! Os sambistas de hoje dispensaram o estilo, mas ainda buscam inspiração na elegância dos sambistas de outrora.

É com a mesma inspiração que apresentamos o grupo de samba TERNO DE CAMBRAIA que tem na sua formação músicos amantes da elegância musical que o bom samba até hoje tem.

O grupo é formado por:

Ierê Ferreira (voz e percussão de efeito)

Papal (pandeiro e voz)

Pipa Vieira (pandeiro e caixa)

Daniel Oliveira (banjo e voz)

Gil Ribeiro (tanta e voz)

Juninho Travaso (violão e voz).

Todos músicos e militantes das melhores rodas de samba do Rio de Janeiro que, unidos, trazem ao público a alegria que só uma boa roda de samba pode proporcionar!

O Grupo Terno de Cambraia surgiu em setembro de 2006 para destacar nas rodas de samba os grandes mestres, compositores dos mais elegantes sambas e suas histórias. Logo, o grupo assume a roda nas feijoadas da Acadêmicos do Salgueiro, onde se apresenta sempre no segundo domingo de cada mês e sempre com sambistas convidados entre eles Pedrinho da Flor, Alcione, Fundo de Quintal, Dicro e as Velha-guardas da Mangueira, Vila Isabel e do Salgueiro entre outros.

Nos dias 24 e 25 de março de 2007, o grupo Terno de Cambraia participou da maior celebração da comunidade negra no Rio de Janeiro: O Projeto Negro Em Cena na Marina da Gloria. Com um repertório bastante variado dentro do gênero. O grupo arrepiou e pôs o povo para dançar ao som dos melhores Sambas, Jongos e Ijexás.

No dia 26 de abril de 2007 o grupo Terno de Cambraia inaugurou o projeto Quilombinho e seguiu com mais dez edições sempre às quintas-feiras, na rua Benedito Hipólito S/N, Praça Onze, na lona do projeto social Crescer e Viver, onde produzimos uma grande integração cultural. Uma animada roda de samba com o Terno de Cambraia e convidados dava o tom.

E mais: homenagens, culinária, artesanato, projeções de filmes e fotografias, Tendo sempre como temas à cultura negra.

Fotos: Ierê Ferreira


Este slideshow necessita de JavaScript.


 

 

Anúncios